sábado, 27 de outubro de 2012

Hospital de Diamantino tem dificuldade para atender gestantes; frei deixa claro que o problema é com o Estado

Uma gestante em trabalho foi encaminhada ao Hospital São João Batista, na última quinta-feira (24.10), e não pode ser atendida, em um primeiro momento, por falta de medicamentos.
 
A mulher deu entrada no hospital e, logo depois, foi encaminhada ao Pronto Atendimento (PA) de Diamantino, onde foi estabilizada. Logo depois foi reencaminhada ao hospital.
 
“Vamos ver o que temos aqui para atendê-la e depois vamos avaliar se podemos ou não fazer o parto, médicos nós ainda temos, mas medicamentos e os materiais cirúrgicos estão no final. Vamos ver se com nossos recursos conseguimos realizar esse atendimento”, ponderou frei Tarcísio, gerente do hospital.
 
Desde o último dia 22 que o hospital suspendeu as internações e cirurgias devido à falta de recursos. O Estado não vem fazendo o repasse estipulado em contrato, no valor de R$ 365 mil mensais.
 
“Hoje eles nos devem aproximadamente R$ 1 milhão. Eles não fazem o repasse por inteiro, sempre vem R$ 10 mil, R$ 15 mil, o que não é suficiente para pagar as contas”, explica o frei, que disse que ainda precisa parcelar o salário do corpo clínico.
 
As dívidas do hospital ultrapassam os R$ 600 mil e, de acordo com a administração, os fornecedores não querem mais vender para a unidade. “Estamos comprando de quem vende, não é possível fazer cotação de preços”, conta frei Tarcísio.
 
O gerente da unidade explicou ainda que essa dívida é única e exclusivamente com o governo estadual. “Nosso problema é com o Governo do Mato Grosso, a Prefeitura de Diamantino não tem nada a ver com isso. Quero deixar isso claro”.
 
Fonte: Redação – O Divisor

Estudo aponta Arena Pantanal “obra condenada” após 2014

Um estudo divulgado nesta semana pelo IDEE (Instituto Dinamarquês de Estudos do Esporte), no Portal Uol, revela que, dos 12 estádios que serão usados na Copa do Mundo de 2014, quatro estão condenados a se tornarem verdadeiros “elefantes brancos”, devido ao baixo número de público que terão após a realização do Mundial.
.
O IDEE criou um índice mundial de estádios e, segundo o levantamento, o estádio mais problemático será a Arena Pantanal, em Cuiabá, projetado para receber 42 mil pessoas e que poderá ser usado como sede do Mixto Esporte Clube, após o Mundial.
.
Isso porque os torneios habitualmente disputados pelos clubes que irão usar as arenas problemáticas são as séries B, C e D do Campeonato Brasileiro, que registram, em média, um público que vai de 2,1 mil a 4,5 mil torcedores.
.
A avaliação foi feita por meio da atribuição de uma pontuação, na qual cada ponto equivale à capacidade total do local. Dessa forma, uma arena que obtivesse 100 pontos teria tido, em um ano, um público correspondente a 100 vezes sua capacidade máxima.
.
O IDEE afirma que a média de pontos nos estádios internacionais avaliados é de 13,4.
.
A Arena Pantanal, que atualmente já possui 47% dos serviços concluídos, foi avaliada em 0,8, ou seja, em um ano, ela teria recebido apenas 80% da sua capacidade máxima, o que corresponde a 33,6 mil torcedores por ano.
.
Ranking
.
Além do estádio de Cuiabá, tiveram mau desempenho as arenas em construção em Manaus (3,2 pontos) e Natal (1,5 pontos) – também com capacidade para 42 mil torcedores – e o de Brasília (0,9 pontos), que tem capacidade para receber 70 mil pessoas. Confira o ranking no final do texto.
.
O instituto diz considerar no estudo o argumento padrão do COL (Comitê Organizador Local), Ministério do Esporte e secretarias municipais e estaduais da Copa de que vários dos estádios do Mundial serão arenas multiuso, recebendo shows e convenções, e que isso garantirá o uso e ocupação dos mesmos, além da possibilidade da Copa renovar e ampliar o interesse de novos públicos por futebol. Segundo o sistema de avaliação empregado, o estádio do Brasil com a melhor perspectiva é o Itaquerão, em São Paulo, com 13 pontos.
.
O instituto fez esta projeção de pontos ao analisar a média anual de público como mandante do Corinthians, que em 2011 foi de quase 30 mil torcedores. O IDEE cita ainda o perigo dos custos para a preparação dos estádios da Copa ultrapassarem, em muito, a previsão inicial. Isso porque, na África do Sul, as arenas da Copa 2010 custaram 16 vezes mais do que os primeiros orçamentos.
.
Divergência de opiniões
.
Em visita à Cuiabá na última terça-feira (23), o deputado federal Romário Faria (PSB) enfatizou que a Arena Pantanal, como outras no país, praticamente não será aberts após o Mundial.
.
No caso de Cuiabá, o motivo seria agravado pela falta de tradição no futebol, uma vez que nenhum time da cidade integra a elite do esporte no país no Campeonato Brasileiro, por exemplo.
.
“Não só a Arena Pantanal como arenas que existem no Brasil não vão conseguir sobreviver só através do futebol”, disse o ex-jogador, na ocasião.
.
No mesmo dia, o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PC do B), também em visita a Cuiabá, alegou que a Arena Pantanal não corre o risco de se tornar uma obra sem utilidade pública.
.
A razão, segundo ele, é que o estádio de Cuiabá está sendo construído, bem como os demais no país, não com o foco apenas no futebol, mas para ser um espaço multiuso.
.
“Vivemos de fases. Uma equipe não precisa, necessariamente, estar na série A do Campeonato Brasileiro; o Santa Cruz [de Recife] coloca 60 mil torcedores em seu estádio”, exemplificou.
.
Outro lado
.
Por meio de nota enviada ao MidiaNews, a Secopa (Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo) afirmou que a sustentabilidade financeira sempre foi uma preocupação do Governo do Estado, sendo este um fator primordial que orientou, inclusive, a escolha do projeto mais adequado à realidade da Capital.
.
A pasta ressaltou que o projeto tem como conceito a criação de uma arena multiuso, que deverá ser operada futuramente por uma empresa privada, segundo tendência mundial do setor.
.
Por essa razão, o Estado deve licitar a gestão da Arena e quem vencer poderá usá-la para shows, apresentações musicais, concertos, feiras comerciais, exposições, congressos estaduais e nacionais, palestras, reuniões religiosas voltadas para grandes públicos, entre outros eventos.
.
A estimativa é de realizar entre 35 a 40 eventos anuais, todos gerando renda para a manutenção da Arena. Os 109 camarotes, por exemplo, podem ser transformados em espaços comerciais e de serviços.
.
Sua área interna, com cinco andares, poderá abrigar no pós-Copa praças de alimentação, restaurantes, academias de ginástica e faculdades de educação física, que irão contribuir para manter a sustentabilidade financeira.
.
Segundo a Secopa, vários grupos estrangeiros especializados em eventos de grande porte, associados a empresas brasileiras, já fizeram as primeiras consultas sobre eventual participação na gestão futura da Arena.
.
A Secopa ressalta ainda que a arena poderá ter uma redução de até 15.000 assentos, possibilitando a adequação para a demanda real de público para eventos esportivos, culturais e de lazer em Cuiabá, após a Copa, um diferencial que “reduz significativamente os custos de manutenção no futuro”.
.
Ranking IDEE


Fonte: Mídia News

Crime da madrugada: Ladrão furta brita e cimento de policiais em Diamantino


Pela quarta vez em três meses o policial militar Louzenil Nicacio de Arruda, 40, foi vítima de furto de material de construção, sendo a última, até o momento, na madrugada deste sábado (27.10). O PM afirma que tinha 12 toneladas de britas, num terreno localizado atrás da rodoviária de Diamantino. Hoje, cerca de 60% desse total foram carregados por ladrões.
 
Utilizando de seu feeling policial e analisando as marcas dos pneus no chão, Louzenil relatou que desta vez a prática do furto foi mais astuta, o ladrão utilizou um carro com carroceria, o policial afirmou que não foi caminhão, nem caminhonete, foi um veículo pequeno.
 
Já das outras vezes os transportes para o crime, segundo a vítima, foram latões e carriolas, devido à pouca quantidade furtada. Aproveitando o ensejo, o larápio furtou duas bolsas de cimento da casa ao lado do terreno em que estavam as britas, o cimento pertence ao policial Martins.
 
A Polícia Militar foi acionada para fazer o boletim de ocorrência e está em busca do ladrão de materiais de construção.
 
Fonte: Redação – O Divisor

Cezar & Paulinho antecipam trabalho histórico em Diamantino; torcida do Corinthians será homenageada

A dupla Cezar & Paulinho foi a principal atração do evento realizado pela Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) durante a 6º etapa Mato Grosso é Show que ocorreu sábado (26.10), no Parque de Exposições em Diamantino.

Durante entrevista, os sertanejos revelaram ao Jornal O Divisor que terminaram mais um projeto, regravando uma música de cada disco, desde o primeiro que foi no ano de 1974, completando 25 canções regravadas. O CD chamará “Ouro e Prata – Discografia Cezar & Paulinho” e estará à venda até o final do ano.

“Dentro desse projeto a gente está gravando uma música inedita que é um bônus, especial para torcida do Corinthians”, afirmou Cezar.

O cantor Paulinho expôs que a música não é discriminando nenhuma torcida – é uma homenagem do seu parceiro Cezar e do compositor Paraíso, por ele ser corinthiano. “Fiquei muito feliz, pois não estava nada programado, o trabalho seria somente com as 25 músicas e para minha surpresa quando cheguei ao estúdio para gravar eles me mostraram a música do Corinthians”, completou.

O evento contou também com as participações especiais das duplas Cristina & Regina e Johnny Everson.

- Bilheteria livre

A juíza Tatyana Lopes de Araújo Borges, da Segunda Vara da Comarca de Diamantino, deferiu liminar determinando que as empresas Fly Eventos e Johnny Everson Produções Artísticas e Eventos e a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) não cobrassem a entrada para os shows, que tiveram recursos da Secretaria Estadual de Cultura (SEC).

A magistrada destacou que a Constituição Federal prevê, em seu artigo 215, que “o Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso as fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais”.


Fonte: Redação – O Divisor

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Juíza determina internação compulsória de paciente em Diamantino

Juiza Patrícia Ceni
A juíza da Quarta Vara Cível da Comarca de Diamantino, Patrícia Ceni, determinou a imediata internação compulsória da paciente R.F.O. em clínica especializada para tratamento de dependentes químicos. A magistrada deferiu a antecipação de tutela pleiteada em ação de obrigação de fazer movida pelo Ministério Público em face do município de Diamantino e do Estado de Mato Grosso. Consignou ainda prazo de dez dias para a comprovação da internação, sob pena de pagamento de multa de R$ 2 mil por dia em caso de descumprimento, para cada um dos requeridos.
.
Consta dos autos que a mãe da paciente compareceu à Promotoria de Justiça informando que a filha é usuária de drogas há cerca de oito anos, mas que atualmente a situação está insustentável, já que a jovem vive perambulando pelas ruas, sem alimentação, sem dormir, e não realiza atos mínimos de higiene. Ainda segundo a mãe, a filha vem sendo abusada sexualmente, além de estar cometendo atos de agressão contra terceiros e também contra o patrimônio público, uma vez que há cerca de uma semana ela teria quebrado túmulos no cemitério municipal.
.
A mãe explicou ainda que R. já foi internada mais de uma vez no Hospital Adauto Botelho, em Cuiabá, mas que apresenta melhora apenas durante o período de internação, sofrendo constantes recaídas. A genitora salientou que a filha é paciente do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Diamantino, contudo, como o mesmo não oferece internação, a jovem acaba não cumprindo o tratamento, retornando a fazer uso de substância entorpecente.
.
Na decisão, a magistrada sustentou que os requisitos para o pedido de antecipação de tutela, quais sejam, a demonstração da verossimilhança da alegação, prova inequívoca e fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação, restaram comprovados nos autos. Conforme a magistrada, o MP demonstrou que R. necessita de cuidados especiais, estando à mercê da própria sorte, vivendo em um estado deplorável, vagando pelas ruas sem rumo, não fazendo uso correto dos medicamentos dos quais necessita, sequer se alimentando corretamente ou realizando atos de higiene pessoal.
.
Além disso, verifica-se que a mesma apresenta diagnóstico de CID 10 – F31.2 (Transtorno afetivo bipolar, episódio atual maníaco com sintomas psicóticos), atestado pela médica psiquiátrica que atende o Caps daquela comarca, o que acarreta à mesma uma série de dificuldades para o exercício dos atos mais comezinhos da vida cotidiana, havendo plausibilidade nas alegações.
.
Quanto à prova inequívoca, restou comprovada a necessidade da internação compulsória da jovem, sendo certo que a família dela não possui condições econômicas para custeio da internação.
.
Quanto ao fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação, este também restou configurado, principalmente quando observado que a dependência química consumiu qualquer possibilidade de R. manter um convívio com a sociedade, colocando em risco sua saúde pessoal, bem como a de terceiros, já que passou a demonstrar quadro de total agressividade, em decorrência dos efeitos nefastos que a dependência química de drogas acarretou.
.
“É importante ressaltar ainda que a Lei 8.080/90 registra a responsabilidade do Estado para providenciar o necessário à internação de paciente em clínica de reabilitação de dependência, ao afirmar que a saúde é direito fundamental do ser humano, cabendo aos entes políticos proverem as condições indispensáveis ao seu exercício”, destacou a juíza em trecho da decisão.
.
Fonte: Assessoria TJ
 

Baseado em estudo da ONU, promotor quer mais policiais em Diamantino e Alto Paraguai

Promotor faz uso de estudo da ONU para melhorar a segurança pública em Diamantino e Alto Paraguai
A Promotoria da Cidadania, que tem como titular em Diamantino e Alto Paraguai o promotor Milton Pereira Merquiades, detectou as deficiências no sistema de segurança pública dos dois municípios e instaurou o inquérito civil para haver mais estrutura física e humana para as Polícias Civil e Militar.

O promotor realizou a pesquisa baseado no estudo da Organização das Nações Unidas (ONU) que para cada 250 habitantes é necessário um policial militar. “Nós temos aqui aproximadamente 20 mil habitantes em Diamantino e temos 24 policiais militares, ou seja, estamos longe de atingir a meta da ONU que seria 80 PMs”, advertiu.

Merquiades disse que também cobra o aumento do número de investigadores para Polícia Civil, além de melhora nas questões estruturais dos prédios.

De acordo com a média da ONU, Diamantino precisa de 80 policiais e Alto Paraguai 40. O promotor expôs saber das dificuldades e mostrou esperança em conseguir pelo menos a metade desses números.

“Entrei com pedido de liminar, vou aguardar o juiz decidir, acredito que seja no máximo no final da próxima semana, pois o pedido de liminar tem urgência. Creio que sejam deferidos os pedidos feitos pelo Ministério Público e consequentemente o juiz vai fixar um prazo para que o Estado de imediato socorra essas duas cidades”, ensejou.

Fonte: Redação – O Divisor

Secretaria de Educação promove o primeiro concurso de dança entre as escolas de Diamantino

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) promove no dia 14 de novembro o 1º Concurso de Dança estilo Livre para alunos do ensino infantil até o ensino médio de escolas públicas municipais e estatuais, além do ensino particular.
 
Ao todo 10 escolas já confirmaram participação no evento, que acontecerá no Ginásio de Esportes. Os dois primeiros colocados receberão prêmios em dinheiro. O valor ainda não foi estabelecido.
 
Para professora Leoni Bueno Gonçalves, é muito importante que os pais cobrem das escolas a participação dos alunos, pois é um evento cultural que irá acrescentar coisas boas na vida dos filhos.
 
“Contamos com a participação de toda a comunidade, pois a cultura contribui para identificar nossas raízes e para as crianças conhecerem a cultura do país em que vivem”, completou Leoni.
 
A Apae e o Grupo Viver Legal irão participar do evento como convidados.
 
Fonte: Redação - O Divisor
 

Diamantino: Outubro Rosa encerra atividades festivas com evento para idosos



O Outubro Rosa encerrou as atividades festivas na quinta-feira (25.10) com um evento aberto às mulheres da terceira idade. No Centro de Vivência foi montado um salão de beleza, onde as senhoras puderam fazer as unhas, arrumar o cabelo e se maquiarem.
.
De acordo com a organizadora do projeto, Karina Bassan, é muito importante destinar um dia para essas mulheres. “É  relevante poder mexer com a autoestima delas, queremos uma mulher bonita não só por dentro, mas por fora também”, disse.
.
Karina ainda ressaltou a importância do evento para a conscientização sobre o câncer de mama. “É mais uma oportunidade que temos de conscientizar sobre a  realização do autoexame nas mamas. As mulheres que atingem a menopausa têm as maiores chances de serem acometidas pela  doença, por isso nosso trabalho de informar é importante”, ressaltou.
.
Até o dia 31 de outubro ainda serão realizadas palestras em empresas e escolas sobre o combate e prevenção do câncer de mama.
.
Fonte: Redação - O Divisor

Quadrilha explode caixas de agência em MT e troca tiros com a polícia

Criminosos acertaram pneu de carro da polícia e impediram perseguição. Segundo a PM, eles explodiram dois caixas, mas não levaram dinheiro.
Cinco homens armados explodiram dois caixas eletrônicos em uma agência bancária na região central de Jangada, a 82 quilômetros de Cuiabá, na madrugada desta sexta-feira (26). Segundo o comandante da Polícia Militar do município, sargento Vandiney Freitas, houve confronto e, durante a troca de tiros, os assaltantes acertaram o pneu do carro da polícia, impedindo que os policiais continuassem a perseguí-los.

Apesar da explosão, conforme a PM, os criminosos não conseguiram levar o dinheiro e fugiram do local com um veículo. Os policiais continuam as buscas pelos integrantes da quadrilha na região, mas até às 7h30 desta sexta-feira ninguém havia sido preso.

Os caixas eletrônicos dessa mesma agência já foi alvo de assaltantes no ano passado. Na época, os criminosos explodiram um terminal bancário no local, mas não obtiveram êxito. Apesar de danificar o caixa, eles não levaram o dinheiro.

Fonte: G1 MT

Apagão atingiu Diamantino e 19 outras cidades

O apagão que durou uma hora, esta tarde, (15:03 às 16:05h) atingiu 25% dos consumidores em Mato Grosso. A confirmação acaba de ser feita pela Rede Cemat - concessionária de energia - e ocorreu devido falha em uma subestação da Eletronorte no Coxipó, em Cuiabá.

Cerca de 20 cidades abastecidas pelo sistema da capital foram atingidas. A empresa explicou, em nota, que houve "uma forte descarga atmosférica, houve o rompimento do cabo de uma das fases do barramento de 138kV" e "provocou o desligamento de três autotransformadores e quatro linhas da Rede Cemat".

O problema está praticamente resolvido. A maioria das 280 mil unidades consumidoras voltou a ter energia elétrica normalmente. Não foi informado se está previsto algum desligamento para os próximos dias visando fazer reparos técnicos.

Várzea Grande também foi atingida. No Nortão não houve registros de interrupção.

Fonte: Só Notícias

Área cultivada no Brasil cresce mais de 4% e chega a 68 milhões de hectares

Alavancada principalmente pela expansão da soja, do milho e do algodão herbáceo, a área cultivada no Brasil, em 2011, foi 2,8 milhões de hectares maior do que a de 2010, registrando um crescimento de 4,3% e atingindo um total de 68,1 milhões de hectares.

Os dados fazem parte da Produção Agrícola Municipal (PAM), Culturas Temporárias e Permanentes, de 2011. Divulgada hoje (26), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a pesquisa investiga 64 culturas em 5.565 municípios brasileiros.

Segundo o IBGE, entre os produtos pesquisados, 48 apresentaram variação positiva de produção e 36, variação da área positiva plantada – com dez dos produtos analisados registrando melhor produtividade, na comparação com 2010.

Os dados do levantamento indicam, ainda, que o valor da produção agrícola alcançou R$ 195,6 bilhões, um crescimento de 27,1% em relação ao ano anterior. O crescimento, segundo o IBGE, foi impulsionado, de maneira geral, pela elevação dos preços dos produtos agrícolas, que vêm registrando alta desde 2010 – seja em razão do aumento da demanda ou da redução da oferta, tanto nos mercados interno quanto externo.

Entre os produtos que mais se destacaram no aumento do valor da produção estão a soja (34,9%); a cana-de-açúcar (38,6%); e o milho (46,4%). Apesar de registrar uma redução na produção, segundo o IBGE, “devido à alternância de anos de alta e de baixa produtividade”, o café também se destacou ao obter uma valorização absoluta da produção, de 40,1%.

Estimulado pelos bons preços do produto na época do plantio, o algodão herbáceo se destacou com um aumento da produção de 76,2%, em decorrência da elevação do volume plantado.

A pesquisa da Produção Agrícola Municipal de 2011, segundo o IBGE, registrou também que a ocorrência de boas condições climáticas, principalmente do final de 2010 para o primeiro trimestre de 2011, como fator determinante para o bom desempenho de algumas culturas – o que fez com que, entre as 64 culturas pesquisadas, 23 apresentassem recordes de produtividade média nacional, com destaque para a soja, o arroz e o feijão, produtos que compõem a cesta básica da população.

Fonte: Agência Brasil

Cezar e Paulinho


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Eleição da Câmara de Diamantino

A cada dia uma nova chapa se forma para a mesa diretora da Câmara, bienio 2013/2014, dizem que o Edilson Mota Sampaio (PDT) poderá ser secretário da chapa de Carlinhos Gaino (PSD), o fato já estaria praticamente confirmado aguardando apenas detalhes. Bastidores do poder. Bodão tenta formar uma chapa, mas ao que tudo indica, tem gente roendo a corda. Hoje promete votar para ele, mas na hora do voto, deverá pular.

Premium - Sexta-feira

Em Diamantino já está virando tradição e a programação para esta sexta-feira (26.10) está marcada, show ao vivo com Os Meninos do Papogode e sábado tem MPB com Vithor Augusto. Parabéns à Premium que também realiza a entrega mais rápida da cidade com o Disk Premium: 3336-1500.

Pecuaristas devem vacinar 29 milhões de cabeças de gado em MT

Acrimat lembra que estado não tem foco de aftosa há mais de 15 anos. Multa para pecuarista que não vacinar o gado é de R$ 104 por animal.
Os produtores de Mato Grosso se preparam para iniciar mais uma campanha de vacinação contra a febre aftosa no rebanho de bovinos no estado. A partir do dia 1º de novembro, os pecuaristas mato-grossenses deverão imunizar aproximadamente 29 milhões de cabeças de gado, de todas as idades.

De acordo com o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), José Bernardes, a vacinação nos animais é necessária para manter as comercializações. "Com a consolidação de que somos livres da doença temos espaço no mercado, principalmente, no externo", frisou Bernardes.

O presidente da Acrimat destaca que os produtores têm a plena consciência da importância da vacinação. "Todos estão fazendo o seu trabalho. Não é à toa que estamos há mais de 15 anos sem focos da aftosa no rebanho do estado", pontuou.

A última campanha realizada em Mato Grosso foi no mês de maio deste ano. Naquela oportunidade, animais de zero a 24 meses receberam a dose da vacina, somando 12,5 milhões de cabeças de gado. Para imunizar esses animais, os produtores desembolsaram R$ 15,3 milhões, pagando pela dose da vacina R$ 1,23 em média, tendo como base os preços praticados em março, segundo levantamento feito pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

A vacinação nos animais será realizada entre os dia 1º e 30 de novembro. A multa para o produtor que não vacinar o gado é alta. Para cada animal não vacinado terá que pagar 2,25 UPFs - Unidades de Padrão Fiscal – equivalente a R$ 104,10.

Fonte: G1 MT

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Diamantino: carreta carregada com 30 ton de carne tomba na BR-364


Um caminhão frigorífico com placa de Cacoal, Rondônia, tombou na manhã desta quarta-feira (24.10), na BR-364, na curva da Fazenda São Francisco, entre Diamantino e o Posto Gil. O motorista Olair Matos de Jesus perdeu o controle antes da curva, a carreta virou e se arrastou por aproximadamente 200 metros, cruzando a rodovia e parando somente na margem oposta.


Motoristas que passavam pelo local pediram socorro ao Pronto Atendimento (PA) de Diamantino, onde Olair recebeu atendimentos. Quando a Polícia Rodoviária chegou ao local, o motorista já havia sido encaminhado ao PA. Olair teve ferimentos leves e está em observação.

Não foi a primeira vez que acidente envolvendo caminhões acontece no trecho. No mês passado um caminhão carregado de algodão tombou e se chocou com outra carreta que seguia no sentido oposto, os dois motoristas ficaram gravemente feridos. A carga, que se espalhou na pista, pegou fogo.

O vereador Wilson Pentecoste, o Ticão (PPS), já reivindicou sinalização no trecho, mas até agora não foi atendido.



Fonte: Redação / O Divisor
Fotos: Reprodução / TV Diamante

Diamantino: Homem passa mal ao volante e causa acidente na JPF Mendes


Um acidente chamou a atenção de quem passava na Avenida JPF Mendes, na manhã desta quarta-feira (24.10). O motorista do veículo Fiat Strada, cor branca, placa OAP 1484, de Diamantino, Moacir Paro, passou mal ao volante e bateu no veículo Voyage, cor vinho, placa ACD 9943, de Diamantino.

Segundo informações de testemunhas, Moacir estava contornando a rotatória em frente ao Posto Diamantino, quando passou mal. Ele teria acelerado o veículo involuntariamente, passou por cima do canteiro central e bateu no Voyage, que estava parado. Com o impacto os carros subiram na calçada e rodaram, virando sentido inverso.

Moacir foi encaminhado ao Pronto Atendimento (PA) para avaliação médica e passa bem. Ninguém ficou ferido.

Fonte: Redação – O Divisor

Estado não paga; Hospital parcialmente fechado começa causar problemas em Diamantino e vira caso de polícia

Os atrasos nos repasses do Governo do Estado ao Hospital São João Batista em Diamantino causam problemas aos cidadãos, dois dias após o frei Tarcísio, que gerencia o Hospital, anunciar o encerramento, por tempo indeterminado, das internações e cirurgias já começaram surgir os problemas.

A gestante Elisângela Silva Nascimento, 24, entrou em trabalho de parto e procurou o São João Batista na noite de terça-feira (23.10), momento que, segundo consta no boletim de ocorrência, mesmo estando em situação de risco foi orientada a procurar o Pronto Atendimento (PA).

O Pronto Atendimento disponibilizou uma ambulância e encaminhou Elisângela para receber atendimento hospitalar em Nortelândia.

- Caso Hospital São João Batista

O Governo do Estado de Mato Grosso está em atraso com os repasses ao Hospital São João Batista em Diamantino, de acordo com o frei Tarcísio, que gerencia o hospital, o débito totaliza R$ 817 mil.

Devido esse problema financeiro houve uma reunião na segunda-feira (22.10) e ficou decidido que o São João Batista deixa de oferecer, por tempo indeterminado, os serviços de internações e cirurgias.

“Assim que tiver regularizada a situação nós voltamos, e à medida que for acabando nossos materiais nós vamos diminuindo o atendimento”, lamentou o frei.

Segundo o franciscano, a dívida do hospital se acumula em aproximadamente R$ 600 mil e hoje não é possível nem ao menos comprar material de limpeza. Os médicos e demais funcionários sofrem com atraso salarial.

Por enquanto continuam os atendimentos ambulatoriais, consultas médicas, raio-X, ultassonografia e endoscopia; mas não mais cirurgias e internações.

“Eu não posso oferecer um serviço sem qualidade e colocar em risco a vida da população”, acrescentou o administrador.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Diamantino informou que o prefeito Juviano Lincoln não medirá esforços para que o Governo do Estado resolva com celeridade o problema.

Segundo a assessoria, o prefeito entrou em contato com o presidente da Assembleia Legislativa, José Riva, para ajudar cobrar o Governo do Estado e agendou com o secretário estadual de Saúde Adjunto, Vander Fernandes, uma reunião para tratar sobre o caso na próxima quinta-feira (25.10).

Fonte: Redação – O Divisor

Prefeitura de Nova Mutum libera primeira parcela do 13º salário nesta quarta-feira

Já está disponível na conta dos 1.112 servidores públicos da Prefeitura de Nova Mutum, a primeira parcela do décimo terceiro salário. A informação foi confirmada hoje pela secretária de Economia e Planejamento (Seplan), Maria Aparecida de Moraes Sfredo.

De acordo com Maria Aparecida, a antecipação é prevista no planejamento anual de pagamento elaborado pela pasta, cumprida como uma das prioridades desde o primeiro ano da gestão do atual prefeito Lírio Lautenschlager. “Sempre mantivemos o pagamento rigorosamente em dia feito antes mesmo do fechamento do mês. Com o décimo terceiro salário não seria diferente, com a primeira parcela depositada na conta dos colaboradores desde 2009 sempre no mês de outubro”, destacou a secretária.

O prefeito de Nova Mutum, Lírio Lautenschlager, explica que o compromisso de gestão sempre foi pautado em valorizar os servidores públicos municipais. “Oferecemos a regularização dos salários defasados, com aumentos concedidos em todos os anos (2009 a 2012), além de instituirmos os Planos de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) em diversas áreas. A ideia sempre foi fazer uma gestão diferenciada, mantendo a política de valorização dos nossos colaboradores”, enfatizou Lírio.

Conforme balanço da Secretaria de Administração, foram concedidos reajustes salariais de R$ 85 (valor em reais) em 2009; 10,21% em 2010; 5,91% em 2011, além do PCCS no mesmo ano, que equiparou os vencimentos defasados direcionados as áreas do magistério e administrativo. Em 2012, o reajuste salarial chegou a 6,5%.

A segunda parcela do décimo terceiro salário será depositada no mês de dezembro.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Capão Verde e Brianorte poderão ser emancipados

Mato Grosso já confirmou a presença do presidente da Associação Mato-grossense das Áreas Emancipandas e Anexandas - AMAEA, Nelson Salim, no próximo dia 30, em Brasília, para acompanhar a votação do projeto de lei que regulamenta a Emenda Constitucional - EC 15/96 - devolvendo para os Estados autonomia para legislar sobre a criação de novos municípios. Essa proposta foi amplamente debatida em 2011, inclusive, com representantes da Casa Civil da Presidência da República. A associação em Mato Grosso foi criada há pouco mais de um ano para acompanhar de perto a tramitação dessa proposta que se arrasta há anos. 

Conforme Nelson Salim, dos 56 processos que aguardam parecer pela emancipação, 20 deles são distritos mato-grossenses que reúnem condições favoráveis para serem emancipados. São eles: União do Norte, de Peixoto de Azevedo; Paranorte, de Juara; Boa Esperança do Norte, de Nova Ubitarã/Sorriso; Brianorte, de Nova Maringá; Salto da Alegria, de Paranatinga; Capão Verde, de Alto Paraguai; Nova Fronteira, de Tabaporã; Nova Floresta, de Porto Alegre do Norte; Guariba, de Colniza; Nova União, de Cotriguaçu; Santa Clara do Monte Cristo, de Vila Bela; Rio Xingu, de Querência; Espigão do Leste, São Félix do Araguaia; Novo Paraíso, de Ribeirão Cascalheira; Cardoso do Oeste, de Porto Esperidião; Santo Antônio da Fontoura, de São José do Xingu; Ouro Branco do Sul, de Itiquira; Conselvan, de Aripuanã; Japuranã, de Nova Bandeirantes; Veranópolis, de Confresa. 

Para a votação está prevista a participação de várias delegações e movimentos emancipalistas de diversos estados. A mobilização está sendo feita pela União Brasileira em Defesa das Emancipações - UBDE, com a participação dos presidentes das associações que defendem a iniciativa. 

Com atuação municipalista, o presidente da Assembleia da Legislativa, deputado José Riva (PSD), idealizador da AMAEA, garante que a emancipação contribui sobremaneira para o desenvolvimento das comunidades. "Todos os municípios criados registraram avanços. Por isso, criamos a associação para somar forças com o movimento nacional, para que os estados voltem a ter autonomia na criação de municípios", lembra Riva. 

Com grande área territorial, além de Mato Grosso, a Amazônia é um dos estados mais penalizados pela omissão do Congresso Nacional que não prioriza a votação dessa matéria. Além de audiências públicas realizadas em Mato Grosso pela Assembleia Legislativa, o presidente Riva já esteve em Brasília para pedir celeridade na votação. Para ele é medíocre pensar que emancipar é dividir a pobreza. "É o pensamento de quem não conhece a realidade, pois emancipar é aproximar o cidadão do Poder Público, e oferecer a eles os serviços essenciais". 

Fonte: Só Notícias

TCU aponta superfaturamento na BR-364 e multa fiscais do DNIT

Obras são referentes ao trecho que liga o Trevo do Lagarto ao Posto Gil

O TCU (Tribunal de Contas da União) multou, em R$ 3 mil, nove fiscais de licitação do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

Uma autoria realizada em 2009, no departamento, apontou indícios de superfaturamento na ordem de R$ 7 milhões, nas obras da BR-364, em Mato Grosso.

As obras são referentes ao trecho que liga o Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, ao Posto Gil.

Também foram encontradas irregularidades como ausência de estudos de viabilidade técnica, falta de descrição do serviço a ser executado e pagamento por serviços não realizados.

Os funcionários do DNIT apontados pela auditoria são: Wagner de Carvalho Garcia, Olimpio Luiz Pacheco de Moraes, Orlando Fanaia Machado, Ary Torquato Ribeiro, Cid Ney Santos Martins, Deise Silva Torres Souza, Laércio Coelho Pina, Luiz Antônio Ehret Garcia e Márcio Guimarães de Aquino.

Eles são responsáveis pela aprovação do projeto executivo e do orçamento. Cada um foi multado em R$ 3 mil. Eles terão que comprovar o pagamento dos valores aos cofres públicos.

Foram responsabilizadas no processo do TCU as empresas Agrimat Engenharia Indústria e Comércio, Delta Construções, Notemper Empreendimentos, Tamasa Engenharia.

As empresas responsáveis pela execução das obras serão chamadas para apresentar defesa ou comprovar, no prazo de 15 dias, o recolhimento à União de quantias equivalentes aos superfaturamentos apontados nos contratos.

O ministro Aroldo Cedraz é o relator do processo.

Outro lado

A assessoria do DNIT, por meio de nota, informou que a autarquia analisa e responde a todos os indícios levantados pelo TCU em suas auditorias nas obras realizadas em todo o país. O caso, segundo a nota, "será respondido no devido prazo".

Fonte: Midia News

Ladrões invadem supermercado pelo telhado para arrombar caixas em MT

Criminosos colocaram dinamites em dois caixas, mas explosão falhou. Suspeitos fugiram sem levar dinheiro, segundo a Polícia Militar.
Um grupo de criminosos tentou arrombar um caixa eletrônico que fica dentro de um supermercado no bairro CPA, em Cuiabá, na madrugada desta quarta-feira (24). Conforme a Polícia Militar, os assaltantes entraram no estabelecimento pelo telhado e chegaram a colocar dinamites em dois equipamentos bancários, mas a explosão falhou.

Os caixas ficaram danificados, no entanto, os suspeitos não conseguiram levar o dinheiro. A quadrilha fugiu do local após o alarme disparar e nenhum deles havia sido detido até às 7h desta quarta-feira. De acordo com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), alguém ouviu o barulho da explosão por volta de 4h e chamou a polícia, masos suspeitos já tinham fugido.

Fonte: G1 MT

MT-240: Deputado pede pavimentação que beneficiará frigorífco em Diamantino

Indicação apresentada pelo deputado José Domingos Fraga (PSD), encaminhada à Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana (SETPU) irá beneficiar diretamente o município de Diamantino, assim como a região circunvizinha. Na proposição, o parlamentar mostra a necessidade de realizar a pavimentação asfáltica do trecho MT-240, no entroncamento com a MT-364, no município de Diamantino.

O trecho indicado é de aproximadamente 500 metros e é único nessas condições na rodovia MT-240. “Parece pouco e sem importância, mas o local em questão dá acesso ao frigorifico JBS–Friboi, empresa de grande importância pra a região”, disse José Domingos.

Ele ressalta que a empresa gera cerca de mil e quinhentos empregos diretos, além dos milhares empregos indiretos criados em função do frigorífico. Devido ao volume da produção e o acesso de funcionários, o fluxo neste trecho da MT-240 é bastante intenso. O volume de dinheiro que circula no comércio da região em função das atividades do frigorífico dinamiza a economia, aumenta a empregabilidade das empresas e leva qualidade de vida para a população de Diamantino e região.

“A população de Diamantino e região não se deixa abater pelas adversidades encontradas pelo caminho, são pessoas que seguem em frente e contribuem para a economia do Estado. Por isso, nada mais justo do que trazer maior segurança e qualidade de vida para aqueles que utilizam a MT-240 diariamente”, disse o deputado.

Fonte: Bruno Barreto - Assessoria de Gabinete

Rodízios Premium

Quarta-feira na Premium – Rodízios de pizzas, massas e saladas por R$ 15,00. Não perca.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

UNED: Diversidade e bullying viram debates na 4ª Semana de Educação Física

As palestras no primeiro dia da 4ª Semana de Educação Física da UNED, promovida pelos acadêmicos do 5º semestre, abordaram sobre o bullying e a diversidade no contexto social, temas trabalhados em conjunto tendo em vista que num país tão diverso é necessário treinar diariamente o exercício do respeito mutuo.

O professor Mário Roney destacou a pluralidade humana e ressaltou a importância do conhecimento, respeito e valorização de cada um.

Logo em seguida, o professor e coordenador do Núcleo de Práticas Jurídicas da UNED, Kadd Haeg Maciel palestrou sobre o bullying e suas consequências.

“O bullying é considerado uma forma de agressão, física ou moral. Essa violência pode se tornar um crime”, explicou.

O advogado disse que as sequelas são visíveis como o isolamento, evasão escolar, depressão é até mesmo o suicídio.

A diretora geral, Maria Aparecida Mendel Alves, salientou que os assuntos abordados fazem parte do cotidiano e visam quebrar preconceitos.

“Precisamos aprender a conviver com as diferenças, transformando para o aprendizado, essas temáticas geram reflexões e um pensar diferente. É o que propõem a UNED juntamente com o curso de Educação Física”, observou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Estado deve quase R$ 1 milhão para o Hospital de Diamantino; prefeito intervém em busca de solução

São João Batista deixa de oferecer os serviços de internações e cirurgias

"À medida que for acabando nossos materiais
nós vamos diminuindo o atendimento”, lamentou o frei.
O Governo do Estado de Mato Grosso está em atraso com os repasses ao Hospital São João Batista em Diamantino, de acordo com o frei Tarcísio, que gerencia o hospital, o débito totaliza R$ 817 mil.

Devido esse problema financeiro houve uma reunião na segunda-feira (22.10) e ficou decidido que o São João Batista deixa de oferecer, por tempo indeterminado, os serviços de internações e cirurgias.

“Assim que tiver regularizada a situação nós voltamos, e à medida que for acabando nossos materiais nós vamos diminuindo o atendimento”, lamentou o frei.

Segundo o franciscano, a dívida do hospital se acumula em aproximadamente R$ 600 mil e hoje não é possível nem ao menos comprar material de limpeza. Os médicos e demais funcionários sofrem com atraso salarial.

Por enquanto continuam os atendimentos ambulatoriais, consultas médicas, raio-X, ultassonografia e endoscopia; mas não mais cirurgias e internações.

“Eu não posso oferecer um serviço sem qualidade e colocar em risco a vida da população”, acrescentou o administrador.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Diamantino informou que o prefeito Juviano Lincoln não medirá esforços para que o Governo do Estado resolva com celeridade o problema.

Segundo a assessoria, o prefeito entrou em contato com o presidente da Assembleia Legislativa, José Riva, para ajudar cobrar o Governo do Estado e agendou com o secretário estadual de Saúde Adjunto, Vander Fernandes, uma reunião para tratar sobre o caso na próxima quinta-feira (25.10).

Fonte: Redação – O Divisor

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

APAE de Diamantino venderá artesanato na 4ª Semana de Educação Física



Presidente da APAE disse que haverá apresentações culturais

A APAE participará do último dia da 4ª Semana de Educação Física, promovida pela Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Diamantino (UNED), entre os dias 22 a 24 de outubro no auditório da instituição de ensino.

O stand da APAE contará com produtos do curso de artesanato feitos por alunos e voluntários, como: chaveiros, arte em potes de vidro, tapetes, pano de prato, acessórios para os cabelos, entre outros.

Segundo a presidente Raim Dias Mesquita, também haverá apresentações culturais com danças realizadas pelos alunos.

- Saiba mais

A 4ª Semana de Educação Física, abordará temas abrangentes, sendo eles: Diversidade no contexto social; O bullying e suas consequências; Atenção à saúde nas principais doenças do século XXI; Práticas integrativas de saúde no SUS.

Voltada para todos os públicos, a UNED mais uma vez realiza discussões que colocam em evidência fatos da atualidade para serem debatidos no meio acadêmico.

No último dia da 4ª Semana haverá exposição de stands e apresentações culturais. Com carga horária de 30 horas, o investimento para participar do evento é R$ 30,00 (acadêmicos e egressos) e R$ 40,00 (profissionais).

Fonte: Redação – O Divisor

Projovem de Diamantino realiza apresentação com danças dos anos 60

Os alunos do Projovem de Diamantino fizeram um estudo aprofundado sobre os anos 60 e realizaram apresentações culturais na tarde de sexta-feira (19.10).

O orientador social Walteir Santos Nascimento ressaltou que o projeto tem como finalidade ocupar o tempo ocioso dos jovens, em horários que não estão na escola; realizando atividades tais como: artesanato, teatro, danças, entre outras.

No “mergulho histórico” na década de 1960 os alunos reviveram as histórias, curiosidades e montaram uma sala típica com uma réplica em tamanho real da Marilyn Monroe.

Fonte: Redação – O Divisor

Wener Santos é o que obteve melhor votação proporcional no Médio-Norte

Wener Santos (PR) eleito prefeito do município de Nova Marilândia, e irmão do empresário e senador José Aparecido dos Santos, o Cidinho, é o que obteve maior votação proporcional dos que conseguiram sair vitoriosos das urnas na região do Médio Norte, e de quebra figura entre os 140 mais votados proporcionalmente em Mato Grosso.

Com o apoio de sete partidos (PR/DEM/PMDB/PT/PP/PSD/PP) ele conquistou o mandato com 1483 votos, números que representam 68,03% dos votos válidos, e o coloca como o prefeito eleito mais votado em 18 municípios da região.

Embora candidato único, Wener Santos teve um adversário na corrida a sucessão, o prefeito Juvenal Alexandre (PR) que fez campanha aberta pelo voto nulo, objetivando criar embaraços para a eleição do correligionário.

Juvenal Alexandre foi vice-prefeito por três mandatos ao lado de José Aparecido dos Santos, e eleito em 2008 com o apoio do grupo de Cidinho, mas ao ter seu nome preterido para a reeleição, se rebelou e passou a fazer campanha contra o irmão do seu ex-aliado politico.

Wener Santos terá a tarefa de retomar o crescimento e desenvolvimento de Nova Marilândia, processo que se estagnou nesses últimos quase quatro anos, reinserindo o município no cenário regional, estadual e nacional.

Levantamento feito pelo Repórter News revela que a frente de Wener Santos no Estado, está Maia Neto (PR), que retorna ao poder em Alto Araguaia pela quarta vez com 80,72% dos votos válidos, em seguida aparece Wemerson Adão, o Merson de Salto do Céu com 78,67% dos votos válidos, e o produtor rural Miguel Brunetta (PDT), em Santo Antonio do Leste, que obteve 71,47% dos votos.

O quinto mais votado é Ildo Medeiros (PMDB), de União do Sul com 64%, em seguida Ilton Ferreira (PSD), com 57,9% em Tesouro, e Aparecido Marques (PSD), em Ribeirãozinho, com 73,6%, Neurilan Fraga (PSD) de Nortelândia obteve pouco mais de 58% dos votos válidos.

Nos grandes municípios de Mato Grosso, se destacam o deputado estadual Nilson Santos de Colíder, que se elegeu prefeito com 66,81%, o prefeito reeleito Juarez Costa de Sinop que alcançou 61,12%, e Asiel Bezerra de Alta Floresta com 60,98% dos votos válidos.

Os prefeitos eleitos da região em % de votos válidos:

Alto Paraguai – Adair Cardoso (PMDB) – 59,95%
Arenápolis – José Mauro Figueiredo (PRB) – 51,32%
Barra do Bugres – Júlio Florindo (PSD) – 49,54%
Campo Novo do Parecis – Mauro (PMDB) – 60,13%
Campos de Júlio - Dirceu Camiram (PSD) – 60,12%
Denise – Pedro Tercy (PSD) – 61,68%
Diamantino – Juviano Lincoln (PSD) - 33,88%
Jangada - Gauchinho (PSD) - 51,84%
Nobres – Gilmarzinho da Ecoplan (PSD) – 61,95%
Nortelândia – Neurilan Fraga (PSD) – 58,98%
Nova Mutum – Adriano Pivetta (PDT) – 56,31%
Nova Olimpia – Cristovan Masson (PP) – 61,13%
Porto Estrela – Maurão (15) – 63,06%
Rosário Oeste – João do Ouro Verde (PSB) – 50,84%
Santo Afonso – Gordo Salim (PR) – 52,09%
São José do Rio Claro – Natanael (DEM) – 37,86%
Sapezal – Ilma (PSD) – 59,02%
Tangará da Serra – Fábio Junqueira (PMDB) – 42,96%

Fonte: Repórter News

domingo, 21 de outubro de 2012

Criatividade: Pastor faz bolo durante culto em Diamantino

 
O pastor Valter Stehlgens encontrou uma forma inusitada e criativa para explicar um versículo da Bíblia, durante o culto que ocorreu no domingo (21.10), na Igreja Batista do Buriti em Diamantino. Ele resolveu fazer um bolo dentro da igreja, enquanto passava a mensagem, em forma de metáforas, que nenhum ingrediente tem mais valor do que o outro e cada um tem sua função.
 
Ao explicar o trecho bíblico de 1 Corintios 12:12 que diz: “Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também”; -- o pastor com o auxilio de sua esposa começou retirar ingredientes de trás do púlpito e preparar o bolo ao mesmo instante que pregava, comparando a receita com a igreja.
 
Cada ingrediente que era agregado vinha seguido de uma justificativa, enquanto os membros diziam o que era para ser adicionado à tigela, ele traçava um paralelo entre os itens e o ser humano.
 
“Tem gente que tem o coração igual ao ovo com casca, endurecido, que precisa ser quebrado. O fermento faz com que cresçamos; após juntar tudo que está na receita fica homogêneo, os ingredientes se unem e cada um executa a sua função”, explicou.
 
Depois do "culto gastronômico" chamou os fiéis para literalmente provarem da pregação.
 
Valter Stehlgens fez uso de uma metodologia utilizada por Jesus Cristo que muitas vezes pregava de forma figurativa com preceitos morais, por meio de parábolas, para ser compreendido por toda multidão.
 
Fonte: Redação – O Divisor

17 estudantes de MT se classificam para a Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa; na lista estão: Diamantino, Nobres, Arenápolis e Alto Paraguai

Dezessete estudantes mato-grossenses foram classificados na etapa estadual da 3ª Edição da Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa 'Escrevendo o Futuro - Olpef', com poemas, memórias literárias, crônicas e artigos de opinião produzidos pelos alunos selecionados pela Comissão Julgadora Estadual do Olpef.

A comissão composta pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e a Rede de Ancoragem do programa composta pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) definiu os vencedores por categoria.

Das 17 vagas foram escolhidos quatro estudantes para as categorias: poema (5º e 6º anos do Ensino Fundamental), memórias literárias (7º e 8º anos do Ensino Fundamental) e crônica (9º ano do Ensino Fundamental e 1º ano do Ensino Médio). Para o artigo de opinião (2º e 3º anos do Ensino Médio) foram cinco vagas.

Os alunos vencedores na etapa estadual, já são semifinalistas (medalha de bronze) da Olpef 2012. A próxima etapa será a regional, onde os alunos e professores de Mato Grosso e dos demais estados participarão dos encontros chamados de oficinas regionais. Os encontros da etapa regional têm por objetivo ampliar as habilidades de leitura e escrita e a visão de mundo dos alunos, além de desenvolver, com os professores, atividades destinadas a contribuir para a melhoria da qualidade do trabalho docente.

Ao todo serão 500 alunos e seus respectivos professores, que deverão participar desta etapa. São quatro encontros um para cada categoria que ocorrerão em Fortaleza; Belo Horizonte; Curitiba e São Paulo. Para garantir participação, os alunos semifinalistas e seus professores devem acessar o site www.escrevendoofuturo.org.br para verificarem a documentação necessária e os trâmites de viagem.

Nos quatro encontros serão selecionadas, pelas Comissões Julgadoras Regionais, 152 textos finalistas em todo o Brasil. Ao final de cada encontro haverá uma cerimônia de premiação. Os professores inscritos e os respectivos alunos autores dos 500 textos semifinalistas receberão os seguintes prêmios: medalhas e cupons para retirada de livros na livraria montada no local de cada encontro.

Etapa final

Os 152 textos finalistas irão para Brasília para participar da Cerimônia de Premiação, onde serão apresentados os 20 textos vencedores nacionais da Olpef, cinco textos em cada categoria. Nos próximos dias, o Cenpec entrará em contato com os professores semifinalistas para orientar e organizar a viagem dos alunos para as oficinas regionais.

Mais informações, entrar em contato com Neiva de Souza Boeno ou Gláucia Ribeiro, da Coordenadoria Estadual da OLP na Seduc, pelos e-mails neiva.boeno@seduc.mt.gov.br e glaucia.ribeiro@seduc.mt.gov.br, respectivamente.

Confira Abaixo os 17 semifinalistas de Mato Grosso por categoria.

Categoria Poema:

Título: COISAS MÍNIMAS
Município: União do Sul
Escola: Escola Municipal de Educação Básica Matilde Altenhofem
Diretor(a): Wilma Chaquine Bagatini
Professor(a): Lucimar Paião
Aluno(a): Roselaine dos Santos Theis

Título: ENCANTOS DE BARRA DO GARÇAS
Município: Barra do Garças
Escola: EE Dom José Selva
Diretor(a): Vitor Ten Caten
Professor(a): Ivanildes Gomes de Oliveira
Aluno(a): Jullian Frades Luz

Título: MEU PEDAÇO DE CÉU
Município: Campo Verde
Escola: EMPG Dona Maria Artemir Pires
Diretor(a): Eloecil Maria Guerrize Conte
Professor(a): Janete Furtak
Aluno(a): Cassia Gabriela Alves

Título: MEU PEQUENO VILAREJO
Município: Juara
Escola: EMPG Francisco Sampaio
Diretor(a): Haroldo Ferreira Coutinho
Professor(a): Sandra Maldonado Sousa
Aluno(a): Luana da Silva Dantas

Categoria Memórias Literárias:

Título: BOLHAS ENCANTADAS
Município: Cáceres
Escola: EE Leopoldo Ambrosio Filho
Diretor(a): Luciane Fermiano
Professor(a): Jane Josefa da Silva Camilo
Aluno(a): Maria de Fátima Rocha Almeida

Título: COISAS DE CRIANÇA
Município: Tangará da Serra
Escola: EE Pedro Alberto Tayano
Diretor(a): Lourival Garcia Barrientos Junior
Professor(a): Cicera Sidoni Batista
Aluno(a): Luana Aparecida Gomes

Título: DOCES LEMBRANÇAS COM GOSTO DE INFÂNCIA
Município: Santa Rita do Trivelato
Escola: Escola Municipal Três de Novembro
Diretor(a): Paulo Madson Vieira da Silva
Professor(a): Pollyana Ferreira Andrade Lima de Moraes
Aluno(a): Maria Eduarda de Melo Silveira

Título: NÃO TERMINEI AINDA, VOU DESCANSAR, VOLTO JÁ PARA CONTINUAR...
Município: Diamantino
Escola: EE IR Lucinda Fachini
Diretor(a): Joaquim Rodrigues de Oliveira
Professor(a): Márcia Aparecida Timidati
Aluno(a): Bárbara Letícia Oliveira de Arruda

Categoria Crônicas:

Título: A CHÁCARA DOS IPÊS
Município: Sinop Escola: EE Nilza de Oliveira Pipino
Diretor(a): Cleusa Mara Ost
Professor(a): Maria Aparecida Toledo de Andrade
Aluno(a): Matheus Dogenski

Título: BOLA MURCHA
Município: Campo Novo do Parecis
Escola: Escola Municipal 04 de Julho
Diretor(a): Vania Marlize Marques Van Der Sand
Professor(a): Elizandra Alves Pereira da Silva Souza
Aluno(a): Fabiana Pinto da Fonte Pinheiro

Título: O AMOR PELO FUTEBOL SUPERA TUDO
Município: Porto Esperidião
Escola: EMPG Maria Gregoria Ortiz Cardoso
Diretor(a): Marcia Cristina Batista
Professor(a): Leidilene de Souza Rodrigues
Aluno(a): Laudinei Pessoa Bazan

Título: O LUGAR ONDE EU VIVO
Município: Nobres
Escola: EE Inocência Rachid Jaudy
Diretor(a): José Domingos dos Santos
Professor(a): Izabel da Silva Ricci
Aluno(a): Luana Aparecida da Silva Almeida

Categoria Artigo de Opinião:

Título: FICHA LIMPA, MAS NEM TANTO
Município: Arenápolis
Escola: EE Sen Filinto Muller
Diretor(a): Patrícia Joaquim Morais Costa Brugnoli
Professor(a): Marlene Machado da Cruz
Aluno(a): Renate Caroline Santos Oliveira

Título: O CELULAR NA ESCOLA TRAZ BENEFÍCIOS?
Município: Nova Santa Helena
Escola: EE Gracia Edmundo Zeferino
Diretor(a): Zenite Fátima Sur Berleze
Professor(a): Luciney Rosa Sur Romão
Aluno(a): Rodolpho Rubio Campos

Título: PESCA: SUSTENTABILIDADE OU DIVERSÃO?
Município: Vila Bela da Santíssima Trindade
Escola: EE Verena Leite de Brito
Diretor(a): Maria Gorette Rodrigues de Almeida Nantes
Professor(a): Divino Alex Rocha de Deus
Aluno(a): Rosa Lília Matucaria Chube

Título: MINHOCULTURA OU PSCICULTURA. O QUE É MELHOR PARA MINHA CIDADE?
Município: Alto Paraguai
Escola: EE Dr Arnaldo Estevão de Figueiredo
Diretor(a): Janete Ferrer de Figueiredo
Professor(a): Sunair Pereira Fonseca Batista
Aluno(a): Even Nayre Fonseca Batista

Título: USINAS NA BACIA DO TELES PIRES: OS PRÓS E OS CONTRAS
Município: Alta Floresta
Escola: EE Ouro Verde
Diretor(a): Elio Luiz Egewarth
Professor(a): Wagner Gervazio Aluno(a): Matheus Sérgio Lubian

Fonte: Assessoria/Seduc-MT

Caldo de Piranha

> Cena lamentável no velório
 
A história do cidadão e politico Darcy Capistrano de Oliveira Filho, que nos anos 1980 sagrou-se o prefeito eleito mais jovem do país, com 23 anos, levou muita gente ao velório para prestar solidariedade aos familiares e para se despedir do ex-prefeito, mas há relatos de pessoas, de outras posições politicas, que sofreram truculência dentro do velório e foram desrespeitadas. Um ato triste e lamentável, o próprio Darcy não merecia esse apartheid politico em sua despedida.

Conselhos recomendam partos somente em hospitais

Apesar de reconhecer o problema do elevado número de cesarianas no país, o Conselho Federal de Medicina (CFM) recomenda que os médicos atuem somente em partos feitos em ambiente hospitalar. Para a ginecologista obstetra Vera Fonseca, membro da Comissão de Parto Normal da entidade, as casas de partos trazem riscos para a mãe e para o bebê e, por esse motivo, não devem ser consideradas como alternativa.

Ela aponta que todo parto requer acompanhamento médico, pois não há como definir previamente se a gravidez é de baixo risco. “Somos completamente contra a casa de parto, porque entendemos que é um local onde não tem médico, não tem obstetra, anestesista nem pediatra. Durante o parto, pode haver diversas intercorrências que podem exigir uma cesárea ou outro tipo de procedimento”, avalia Vera.

De acordo com a médica, as primeiras 24 horas após o parto exigem cuidados específicos e monitoramento. “Nós sabemos que as primeiras horas depois do parto são de extrema importância e atenção, porque a paciente pode apresentar hemorragia, toxemia [pressão alta na gravidez], por exemplo”, justifica.

Em agosto deste ano, o CFM publicou a Recomendação 001/2012 determinando que “a realização do parto ocorra em ambiente hospitalar de forma preferencial por ser mais segura”.

O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) foi mais enfático em relação ao tema e proibiu a atuação dos médicos paulistas em casas de parto. “É vedado ao médico exercer atividades nos locais denominados casas de parto, por não serem dotados de infraestrutura indispensável ao adequado atendimento à gestante, à parturiente e ao recém-nascido”, aponta a Resolução nº 111, de 2004, do Cremesp.

“Desaconselhamos [que a mulher recorra à] casa de parto porque, se houver qualquer intercorrência com o feto ou com a mãe, não vai dar tempo de os pacientes serem socorridos. O parto tem um potencial de risco e deve ser feito em ambiente hospitalar onde os problemas que podem surgir são resolvidos de forma imediata”, justifica a conselheira da Câmara Técnica de Ginecologia do Cremesp, Silvana Morandini.

Pelo texto das resoluções, o médico que participar de equipes de suporte a partos domiciliares pode responder a processo disciplinar. As normas também impedem a participação, no parto e pós-parto em ambiente hospitalar, de pessoas não habilitadas ou de profissões não reconhecidas na área da saúde – como doulas, obstetrizes ou parteiras.

Vera Fonseca, do CFM, destaca que o conselho não é contrário à humanização dos partos, desde que ocorra em hospitais. “Não podemos achar que estamos resolvendo um problema, esquecendo outro. A gente defende que a humanização deve ser incentivada dentro das unidades hospitalares, não só no momento do nascimento, mas em todos os procedimentos”, explica.

Como medidas para diminuir o número de cesarianas em hospitais, a representante do CFM destaca a necessidade de aumentar o número de leitos obstétricos, elevar a remuneração dos médicos para o parto normal, além de capacitar melhor os estudantes de medicina para o procedimento. “Em média, na saúde suplementar, pagam-se R$ 300 para um parto normal, enquanto para uma cesariana pagam-se R$ 270. Acontece que um parto normal pode durar até 12 horas e uma cesariana leva, em média, uma hora. Não dá pra dizer que isso também não interfere”, justifica.

Fonte: Agência Brasil